Apagão

Posted by Elvira Pereira novembro 13, 2009 0 comments

Fonte G1 Fernando Scheller (SP) Lula pede investigação e questiona raio como motivo de apagão. Presidente classificou o blecaute de terça-feira como um 'desastre'.Ele garantiu, porém, que não há falta de geração de energia no país. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta sexta-feira (13), após palestra em uma universidade em São Paulo, que pediu investigação aos órgãos ligados ao setor elétrico para saber se algo além de raios pode ter causado o apagão que deixou 18 estados no escuro na terça-feira (10).
"Eu disse à Aneel e à ONS que precisa ter um processo de investigação em toda trajetória. E nós temos instrumentos para isso, para que a gente descubra exatamente o que houve”, disse. "Se o sistema é robusto como nós acreditamos que seja, [...] por que que então nós tivemos este desastre?", questionou. O presidente disse que a explicação real para a sociedade depende desse processo de apuração. "O que eu quero é que quando tiver o resultado final depois de uma apuração muito correta a opinião pública fique sabendo [que] aconteceu isso, isso e isso", frisou.
Embora as explicações de órgãos como o Ministério de Minas e Energia (MME) tenham até agora se concentrado em problemas meteorológicos, Lula diz que prefere esperar para falar da causa do blecaute. "Eu já vi tanta coisa, eu fico sempre com cuidado. [Primeiro] o raio não era capaz de fazer isso. [Depois se disse que] o raio pode causar, o que a gente não pode dizer é o tamanho que pode causar."
Sistema brasileiro
Ao avaliar o sistema elétrico brasileiro, o presidente disse que ele é robusto. Mas, fez a ressalva de que isso não elimina possibilidade de falhas. “Nada nesse mundo pode ser tão estruturado que possa suplantar alguma coisa causada por intempérie ou por falha humana, o que ainda não se sabe.” Embora ainda não se saiba a real causa do apagão da última terça-feira, o presidente disse que pode garantir que não haverá falta de energia no Brasil. "O povo brasileiro não terá nenhum problema de falta de geração de energia porque o Brasil está produzindo mais oferta que a demanda de energia", ressaltou.  O presidente Lula disse também que aqueles que falam sobre o ocorrido pela imprensa estão demonstrando "prazer" em relação ao problema. Ele comparou a repercussão do blecaute com o acidente da TAM em 2007. O presidente lembrou que, em um primeiro momento, o governo foi apontado como o culpado pelo acidente. 



CAPES acesso livre

Posted by recunha novembro 11, 2009 0 comments



O portal de acesso livre da CAPES disponibiliza periódicos com textos completos, bases de dados referenciais com resumos, patentes, teses e dissertações, estatísticas e outras publicações de acesso gratuito na Internet selecionados pelo nível acadêmico, mantidos por importantes instituições científicas e profissionais e por organismos governamentais e internacionais.


Professores, pesquisadores, alunos e funcionários de 268 instituições de ensino superior e de pesquisa em todo o País têm acesso imediato à produção científica mundial atualizada através deste serviço oferecido pela CAPES.


Portal .periodicos. CAPES oferece acesso aos textos completos de artigos selecionados de mais de 15.475 revistas internacionais, nacionais e estrangeiras, e 126 bases de dados com resumos de documentos em todas as áreas do conhecimento. Inclui também uma seleção de importantes fontes de informação acadêmica com acesso gratuito na Internet.


Todos os programas de pós-graduação, de pesquisa e de graduação do País ganham em qualidade, produtividade e competitividade com a utilização do Portal que está em permanente desenvolvimento.


Fonte: Teletime:


O ministro Hélio Costa anunciou nesta terça-feira, 10/11/2009, que está encampando uma proposta (da TIM) para incluir a distribuição de celulares para as 11 milhões famílias atendidas pelo Bolsa Família. O projeto incluiria um aparelho celular gratuito e mais um vale mensal de R$ 7.


Para viabilizar o plano, o governo asseguraria uma isenção do Fistel. O plano ainda não tem nome oficial e tem sido chamado informalmente de "Bolsa Celular".


A primeira vez que o Minicom tentou implantar um programa desse tipo o objetivo não foi alcançado por conta de problemas legais. O projeto, batizado na época de "Telefone Social", previa o estabelecimento de um plano mais barato - com assinatura em torno de R$ 30 - onde o Bolsa Família serviria como parâmetro para a concessão do benefício. O plano fracassou depois que a Casa Civil interpretou que a LGT não permite discriminação de qualquer forma entre os consumidores de telecomunicações, mesmo que a diferenciação seja por meio de um plano de atendimento da baixa renda. Com o impedimento legal, o Minicom criou uma proposta de anteprojeto de lei alterando a LGT para permitir a criação do Telefone Social. O PL 6677/2006 está paralisado na Câmara dos Deputados desde 2006 sem deliberação.


Em princípio, o impedimento legal de discriminação dos usuários permanece intacto, a não ser que a Casa Civil revise sua interpretação da LGT ou um projeto alterando a lei seja aprovado. Com relação à renúncia do Fistel, também pode ser necessária a atuação do Poder Legislativo, uma vez que o encargo é estabelecido em lei própria, com uma tabela específica das contribuições.


Para ler a notícia na íntegra clique aqui.

Cultura

Posted by recunha novembro 10, 2009 0 comments

 Neste link você encontrará informações sobre Cultura. Também vou disponibilizar as apresentações feitas para os alunos da Comunicação Social (Jornalismo 2010-2) da UFRN.

Aula do dia 15 de setembro de 2010
Breve introdução sobre a Teoria da Distinção de Pierre Bourdieu
 



Aula do dia 20 de setembro de 2010Produção Textual - Resumo, Resenha e Fichamento


Aula do dia 20 de setembro de 2010




------------------------------------------------
Outros links sobre Cultura que você encontra no blog CultMídia:

-Cultura
--Literatura
--Teatro
--Cinema
--Audiovisual
--Humor
--Revistas
--Twiteratura

Mídia

Posted by recunha 0 comments

O link Mídia do blog CultMídia contém informações sobre:


-Mídia

--Práticas Sociais

--Meios

---Jornalismo

---Rádio

---Televisão

--Novas Tecnologias

---Comunicação Digital

---Redes Sociais

---TV Digital

--Educação

--Política

Biblioteca

Posted by recunha 0 comments

O link Biblioteca do blog CultMídia contém informações sobre:

-Biblioteca Brasilianas USP 
(Os objetos digitais disponibilizados pela Brasiliana Digital (livros, imagens, mapas, periódicos, obras de referências e manuscritos) vêm acompanhados de uma notificação sobre os direitos de uso das obras.)
--Manuais
--Habermas
--Bourdieu
--Certeau
--Merleau-Ponty
--Foucault

AUDIOVISUAL

Posted by recunha 0 comments

Esta página tem por objetivo ampliar no ciberespaço o debate acadêmico sobre a disciplina Tópicos em Comunicação Midiática - Linguagem Audiovisual, 2011.1, do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Mídia (Linha de Pesquisa Práticas Sociais) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGEM/UFRN). Professora: Dra. Valquíria Aparecida Passos Kneipp.


Ementa: (veja abaixo)
(Sala 2A4 - 13 hs - 4a.)


Aula 1 - 06/04/2011

Cap. 1 do Livro A História do Cinema Mundial de Fernando Mascarello
Autor Flávia Cesarino Costa
Titulo O primeiro cinema
Pag. 17 a 54



Cap. Pré-Cinemas: O Cinema das Origens de Arlindo Machado
Livro Pré-Cinemas & Pós-Cinemas SP: Ed.Papirus, 1997
pag. 75  Disponível para leitura online link do livro (algumas páginas)

Filmes:

L'arrivée d'un train en gare de la Ciotat 1895 (Lumière)



Le voyage dans la Lune, Méliès, 1902



Life of American Fireman (1903)



História do Cinema



Ementa:

Apresentação da disciplina (16/03/2011 - 16/03/2011)
Apresentação do programa da disciplina, planejamento dos seminários e aula expositiva sobre a Linguagem Audiovisual.
Mini Curso (23/03/2011 - 23/03/2011)
Curso sobre Cibercultura com o professor mexicano Jorge Gonzalez.
O primeiro cinema ( 1895 e 1908) (30/03/2011 - 30/03/2011)
Textos: CESARINO COSTA, Flávia. Primeiro Cinema. In: Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. MACHADO, Arlindo. O cinema das origens. In: Pré-Cinemas & Pós-Cinemas. São Paulo: Editora Papirus, 1997. Filmes: A Chegada do Trem ? Lumière - 1895 A vida do bombeiro Americano ? 1903 Viagem a Lua 1902 Georges Méliès
Expressionismo Alemão (06/04/2011 - 06/04/2011)
Expressionismo Alemão Texto base: CANEPA, L.L. Expressionismo alemão. In: Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. Filmes: O gabinete do Dr. Caligari (1919) - R. Wirne Nosferatu (1922) - Murnau O último dos homens - Murnau Dr. Mabuse - Fritz Lang Metropolis - Fritz Lang
O Construtivismo de Vertov e Eiseinstein (13/04/2011 - 13/04/2011)
O Construtivismo de Vertov e Eiseinstein SARAIVA, Leandro. Montagem sociética. In: Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. Filmes: Encouraçado Potemkin ? Sergei Eisenstein O homem com a câmera (1929) ? Diziga Vertov
O cinema Clássico narrativo (20/04/2011 - 20/04/2011)
O cinema Clássico narrativo Texto base: XAVIER, Ismail. A decupagem clássica. In: O discurso cinematográfico: opacidade e transparência. São Paulo: Paz e Terra, 2005. Filmes: O Nascimento de uma nação ? D.W.Griffith
Neo-realismo (27/04/2011 - 27/04/2011)
Neo-realismo Textos: FABRIS, Mariarosaria. Neo-realismo italiano. In Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. XAVIER, I. O realismo revelatório e a crítica à montagem. In: O discurso cinematográfico. Opacidade e transparência. São Paulo: Paz e Terra, 2005. Filmes: Rossellini Fellini Vitorio de Sicca
Nouvelle Vague de Godard (04/05/2011 - 04/05/2011)
Nouvelle Vague de Godard Texto base: MANEY, Alfredo. Nouvelle Vague. In: Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. Filmes: Acossado Band à part Pierro Le fou Alphaville La Chinoise
O cinema Novo Brasileiro (11/05/2011 - 11/05/2011)
O cinema Novo Brasileiro Textos: CARVALHO, Maria do Socorro. Cinema Novo Brasileiro. In: Fernando Mascarello (org.), História do Cinema Mundial. Campinas: Papirus, 2006. XAVIER, I. O cinema brasileiro moderno. São Paulo: Paz e Terra, 2001. Filmes: Barravento ? Glauber Rocha; Deus e o Diabo na Terra do sol ? Glauber Rocha; Vidas Secas ? Nelson Pereira dos Santos. São Bernardo (1970) ? Leon Hirzman.
O cinema latino Americano (18/05/2011 - 18/05/2011)
O cinema latino Americano Professor Sebastião Guilherme Albano
A televisão brasileira (25/05/2011 - 25/05/2011)
A televisão brasileira Texto: MATTOS, Sérgio. Cronologia da televisão brasileira ? Síntese cronológica dos principais acontecimentos (189-263). In: Sérgio Mattos, História da televisão brasileira ? uma visão econômica, social e política. Petrópolis: Vozez, 2010 5ª edição revisada e ampliada.
Análise de conteúdo clássica (01/06/2011 - 01/06/2011)
Métodos e técnicas para análise de audiovisual Análise de conteúdo clássica Texto: BAUER, Martin W. e GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som ? um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.
Análise argumentativa (08/06/2011 - 08/06/2011)
Métodos e técnicas para análise de audiovisual Análise argumentativa Texto: BAUER, Martin W. e GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som ? um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.
Análise de conversação e de fala (15/06/2011 - 15/06/2011)
Métodos e técnicas para análise de audiovisual Análise de conversação e de fala Texto: BAUER, Martin W. e GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som ? um manual prático. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.
Apresentação do trabalho final (22/06/2011 - 22/06/2011)
Apresentação do trabalho final
Apresentação do trabalho final (29/06/2011 - 29/06/2011)
Apresentação do trabalho final
Avaliação e encerramento (06/07/2011 - 06/07/2011)
Avaliação da disciplina e encerramento dos trabalhos.

De 16 a 19 de novembro de 2009 acontece a Mostra Panorama do Cinema Brasileiro - uma homenagem do SESC RN ao dia do cinema brasileiro. Informações pelo telefone 84 3211-5577 ramal 219. Natal, RN.


Mercado

Posted by recunha 0 comments
Posted by recunha 0 comments

A partir de terça, dia 4 de agosto,
Minicurso: Comunicação,Consumo e Juventudes na América Latina: sobre expressividades, politicidades e visualidades
28/07/2009 09:19

O Programa de Pós-graduação em Estudos da Mídia estará realizando durante os dias 4, 5 e 6 de agosto o Minicurso: Comunicação,Consumo e Juventudes na América Latina: sobre Expressividades, Politicidades e Visualidades - ministrado pela Professora Rose Rocha. Os interessados deverão preencher a ficha de inscrição, disponível neste site, e levá-la à secretaria do PPgEM até o dia 31 de julho (sexta-feira). O número de vagas é limitado, mas os alunos regulares do PPgEM e PPgCS terão vaga garantida.



Número de vagas: 25



Local: Auditório do LABCOM


Cronograma:

Dia 04 de agosto (9h30 às 12h30)

1. Apresentação do curso
2. A comunicação a partir da cultura, a cultura a partir da comunicação
3. O consumo como questão política e as lógicas de agenciamento do gosto

Dia 04 de agosto (14h às 16h30)

1. Exibição do filme "O gosto dos outros"

Dia 05 de agosto (10h às 12h30)

1. As políticas de visibilidade, a imagem e a cidade como mídia
2. Exibição de seleção audiovisual (mídias digitais)

Dia 05 de agosto (14h às 18h)

1. O objeto juventudes: contextos de abordagem e dialogias com os sistemas
expertos
advindos do campo da comunicação e do consumo
2. Exibição do filme "Apenas o fim"

Dia 06 de agosto (9h30 às 12h30)

1. O objeto juventudes: expressividades, visualidades e politicidades
2. Análise crítica-contextual das imagens e encerramento do curso




Festival Internacional de TV 2009

Posted by recunha novembro 09, 2009 0 comments

Fonte: IETV

O melhor da televisão nacional e mundial no Festival Internacional de Televisão 2009, acontece no Instituto de Estudos de Televisão entre os dias 10 e 15 de novembro no Rio de Janeiro.


Com um panorama diversificado do que está sendo produzido e pensado no meio televisivo ao redor do mundo, o evento é o único de sua categoria a ser realizado na América Latina e vem crescendo a cada ano, estando já entre os maiores do gênero no mundo.


A programação que será exibida nos espaços Oi Futuro e Arte SESC apresentará a nova safra da Mostra Competitiva de Pilotos Brasileiros, que traz apenas programas nacionais inéditos, e a mostra Festival dos Festivais exibirá os pilotos vencedores de alguns dos mais importantes eventos de televisão do mundo.


São cerca de 300 horas do que de melhor a televisão produziu nos últimos meses, em cerca de 50 países, com a marca da independência e da diversificação.


O festival é composto também por workshops e mesas-redondas, além do VII Encontro Internacional de Televisão, série de debates sobre a mídia televisiva, que conta com a participação de alguns dos mais prestigiados estudiosos e realizadores de televisão no mundo e que, ao lado de seus colegas brasileiros, discutem o papel cada vez mais relevante do veículo em nossa sociedade.


Atendendo a demanda por um conteúdo mais diversificado, melhor e mais adequado às plataformas em que é exibido, o Festival gera um imenso painel e uma profunda reflexão sobre o que é difundido pela TV.


Programação


Mostra Competitiva de Pilotos Brasileiros


Exibição de programas de TV ainda inéditos, realizados nos últimos meses por produtores brasileiros. Com isso, o evento possibilita ao público em geral e também aos executivos das redes de televisão conhecer o que os produtores de conteúdo apresentarão na televisão brasileira nos próximos anos. Os pilotos são divididos nas categorias Entretenimento, Jornalístico e Séries de ficção. Os vencedores de cada categoria serão convidados a exibir seus trabalhos no New York Television Festival de 2010.


Festival dos Festivais


Através dessa mostra, o público brasileiro terá a chance de ver os programas vencedores dos mais importantes festivais de televisão do mundo. Este ano, serão apresentados os ganhadores de quatro das mais tradicionais e respeitadas mostras competitivas de TV: Banff World Televison Festival (Canadá), New York Television Festival (EUA), FIPA - Festival Internacional de Programmes Audiovisuels (França) e Shanghai Television Festival (China).


Encontro Internacional de Televisão




Série de debates sobre a mídia televisiva, com convidados nacionais e internacionais. O Encontro Internacional de Televisão já é promovido pelo Instituto de Estudos de Televisão desde 2001, que o incorporou à programação do festival em 2007. Os debates contam com a participação de alguns dos mais prestigiados estudiosos e realizadores de televisão no mundo que, este ano, ao lado de seus colegas brasileiros, discutem o papel das séries de TV.



Workshops


Voltados para a necessidade de renovação e formação de novos talentos, o festival promove workshops com renomados profissionais ligados a diferentes segmentos do mundo televisivo. O foco principal são as novas tendências da produção audiovisual televisiva.


Linguagem e Experimentação


Segmento do festival composto por série de mesas-redondas que discutirão as novas tendências da televisão. É também um espaço para a ousadia, a irreverência e a experimentação de novas formas e linguagens, assim com a TV.

Confira todos os detalhes no site do IETV.





Hoje no programa "MAIS VOCÊ", exibido na globo, foi ao ar uma reportagem sobre a semana horária dos Deputados Federais. Segundo a reportagem, o Congresso só começa a funcionar na terça-feira e vai até a quinta-feira pela manhã, quando os Deputados batem o ponto e dirigem-se para o aeroporto com destinos as suas cidades. O mais grave de tudo é o plenário aprovar alguma coisa com apenas onze deputados presentes e o restante legalizando suas presenças com a passada do cartão para comprovar que estão no salão. Essa história remeteu-me a uma parente nossa, já falecida, que nos tempos do INAMPS ia para a fila pela madrugada, colocava a carteira de identidade pregada com durex no chão para marcar o seu lugar e saia para resolver suas pendencias diárias. Assim fazem nossos homens de "confiança" e, ainda dizem que pobre tem cada idéia bizarra.




A Escola de Magistratura ESMARN (Rio Grande do Norte) vai realizar o 2º Sarau Poético com o tema "Poetas e Poesias: Centenário da Literatura de Cordel", no dia 27 de novembro de 2009, a partir das quatro e meia da tarde na Biblioteca Desembargador José Gomes da Costa, Av. Hermes da Fonseca, 774, Natal, RN. 

O evento conta com a coordenação do Diretor da ESMARN, Desembargador Osvaldo Cruz e terá a participação especial do dr. Diógenes da Cunha Lima. 

Para maiores informações clique no site da ESMARN, ou pelo telefone 84 3215-1867.



Em Nome do Vestido Rosa

Autora: Cinara Nahra (Professora de Ética da Universidade Federal do Rio Grande do Norte)


Foi com profunda tristeza e preocupação que li a notícia de que a garota que foi brutamente moralmente insultada em um estabelecimento de ensino superior no interior de São Paulo, no mês de outubro do ano de 2009 do século XXI, tinha sido (pasmem!) expulsa do referido estabelecimento sob a alegação,entre outras, de que ela tinha (sic) " desrespeitado princípios éticos, a dignidade acadêmica e a moralidade".


Como professora de ética devo dizer que está havendo aqui uma brutal inversão de valores, que aliás, é estratégia típica dos representantes do obscurantismo. Na realidade quem está desrespeitando os princípios éticos e a dignidade acadêmica são aqueles que não só não pedem desculpas à moça pela humilhação a que ela foi submetida, como ainda, adicionando injúria à infâmia, culpabilizam ainda mais a vítima. Esta tática da inversão sempre foi usada em relação a nós mulheres. Vítimas de estupro foram muitas vezes sórdidamente culpabilizadas pelos abutres-machistas de plantão, sempre prontos a dizer que "elas provocaram". Recentemente , em abril deste ano, o ex-arcebispo de Olinda excomungou vários membros (todas mulheres) de uma garota de 11 anos que teve de abortar pois corria risco de vida em uma gravidez provocada pelo seu padastro, que a estuprou. O arcebispo considerou o aborto um crime mais grave que o estupro e o abuso sexual, e a menina só foi salva graças a ação dos médicos, que deram ouvidos à razão e à ciência e não à ignorância.


Por que a garota do vestido-rosa-curto teria desrespeitado a ética? John Stuart Mill, filósofo inglês do século XIX estabeleceu um princípio ético, conhecido na filosofia como o princípio da liberdade que afirma o seguinte: "a auto-proteção constitui a única finalidade pela qual se garante à humanidade, individual ou coletivamente ,interferir na liberdade de ação de qualquer um. O único propósito de se exercer legitimamente o poder sobre qualquer membro e uma comunidade civilizada, contra sua vontade, é evitar dano aos demais". Perguntemos então: que dano poderia um vestido rosa-curto causar a qualquer pessoa? "Por acaso alguma das pessoas que estavam lá naquele momento poderia ser vítima de um ataque cardíaco ou poderia transformar-se em uma estátua de sal diante de tal 'dantesca" visão? Todos nós sabemos que não. Os mais sensíveis, aqueles que por qualquer motivo se sentem ofendidos ao olhar para pernas femininas descobertas, estes poderiam ter, simplesmente, virado o rosto para o outro lado. Mas porque não o fizeram? Por que aqueles que estão acostumados a não olhar para a miséria existente em nosso país, para as desigualdades de classe, para a violência e a criminalidade que está dilapidando nossa sociedade e tirando a vida de milhares de pessoas, resolveram "olhar" para o vestido rosa-curto e insultar sua dona? A resposta talvez esteja, exatamente, na falta de uma educação ético-moral baseada nos princípios clássicos da tolerância, do respeito as diferenças, da não agressão e da regra de ouro (não faça aos outros aquilo que não queres que te façam!).O ataque dos colegas à moça do vestido-rosa-curto, este sim, foi um ato de brutal intolerância, fruto do preconceito e do moralismo. O moralismo, eu tenho já dito isto nos meus artigos, é uma deturpação da moral. O moralismo não resiste ao critério da universalidade e do dano. Se a partir de agora todas as mulheres do mundo resolvessem usar vestidos curtos, nenhuma consequencia nefasta se produziria. Algo completamente diferente se daria, por exemplo, se universalizássemos comportamentos como a corrupção, a mentira, o roubo, a exploração. Se todas as pessoas no mundo resolvessem ser corruptas, mentir, roubar, explorar, as conseqüências para a sociedade seriam extremamente negativas. Se assim é, porque muitas pessoas estão dispostas a serem coniventes com os comportamentos do segundo tipo, os comportamentos imorais como a corrupção, o roubo, a criminalidade e a condenar um comportamento tão inocente quanto usar um vestido curto? A coisa se torna ainda mais deplorável quando vemos que aqueles que têm sob si a responsabilidade de dirigir uma instituição de ensino, mostram também eles um comportamento "moralista", e portanto imoral, ao penalizarem duramente quem não fez nada de errado e a serem "brandos" na penalidade a todos aqueles que , estes sim, hostilizaram brutalmente um outro ser humano pelo simples fato de ela usar uma roupa, ou comportar-se de um modo que não lhes agradava. Ao aceitar o bullying (molestamento) dos agressores e condenar a vítima, a instituição deu a todos os jovens do país uma preocupante e assustadora lição depreconceito, moralismo e obscurantismo.


Por último, gostaria de lembrar um episódio da nossa história recente. Na época da ditadura militar, Leila Diniz foi duramente atacada pelos moralistas por usar biquíni na praia, estando grávida. Em 1969 ela deu uma entrevista ao jornal o Pasquim aonde ela disse entre outras coisas que " felizmente já amei muito e espero amar mais ainda". Após esta publicação foi instaurada a censura aos jornais em nosso país, naquele que ficou conhecido como o decreto Leila Diniz. Todos nós sabemos o que aconteceu depois: a brutal repressão que se instaurou no país nos anos 70. Felizmente hoje vivemos em uma democracia plena, e são mínimos os riscos de uma volta a um período ditatorial. Entretanto, os horrores da ditadura, dos anos da repressão, da censura, estão ainda muito próximos de nós para serem esquecidos. O moralismo, o preconceito e a intolerância comportamental andam de mãos dadas com todos os totalitarismos do mundo e é preciso que estejamos muito atentos na defesa dos direitos políticos, reprodutivos e sexuais que foram conquistados, com muita luta, pelas mulheres. Que o vestido rosa-curto sirva para que a gente reflita sobre os valores da nossa sociedade. Há algo de profundamente perturbador quando um grupo insulta um ser humano por causa do tamanho da roupa que este ser humano usa. Este é um sinal de que há algo de podre no reino do Brasil e tudo é ainda mais preocupante quando se sabe que ha outros casos, alguns até mais graves. Uma trabalhadora já foi agredida por ser confundida com uma prostituta, como se fosse permissível agredir prostitutas! Mendigos já foram queimados por jovens de classe média, como se mendigos não fossem gente! Crimes brutais são cometidos todos os dias, todas as horas e tudo fica por isso mesmo, como se a criminalidade fosse normal e a vida humana não tivesse nenhum valor. Definitivamente há algo de profundamente imoral na sociedade brasileira, mas com absoluta certeza esta imoralidade não tem absolutamente nada a ver com vestidos ou saias curtas. Por Cinara Nahra (Professora de Ética da Universidade Federal do Rio Grande do Norte)









O mestrando Antonio Carlos Liberato, da Educação da UFRN, convida para a defesa de Mestrado - "Compreendendo a Educação para a Inclusão Digital : Uma Análise das Percepções dos Monitores das Escolas de Inclusão Digital e Cidadania da EMATER-RN", que acontece na sexta, dia 20/11/2009, às 15 horas, no Auditório do NEPSA, sob orientação da dra. Maria das Graças Pinto Coelho.





 

A COMUNICAÇÃO NA ERA DIGITAL é o tema da audiência pública que acontece nesta quarta, dia 11 de novembro de 2009, a partir das 9 horas, na Câmara dos Vereadores de Natal, RN. 

Entre outros assuntos será abordado o da Conferência Livre de Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital. A iniciativa é do vereador George Câmara (PCdoB).

Comunicação e Culturas de Consumo

Posted by recunha novembro 08, 2009 0 comments

Dica de Livro e Revista:


Comunicação e Culturas do Consumo
Baccega, Maria Aparecida (Org.)
São Paulo: Atlas, 2009, 229 p.


Veja a resenha do livro escrita por Adilson Citelli e publicada na última edição da Revista Comunicação, Mídia e Consumo da ESPM.


Pensando o consumo entre a comunicação e a cultura
Este livro é formado por ensaios apresentados originalmente na 5a edição do Simpósio Nacional Comunicação e Práticas de Consumo, promovido pelo Programa de Mestrado da Escola Superior de Propaganda e Marketing, de São Paulo.
A organizadora do volume, a fim de promover maior unidade temática entre os textos e em torno das relações comunicação e sociedade de consumo, constituiu três seções: uma envolvendo reflexões de Olgária Matos, Sônia Campaner Ferrari, Wolfgang Leo Maar e Gabriel Cohn, em torno de autores como Benjamin, Habermas, Horkheimer e Adorno; outra diz respeito às políticas, tecnologias e relações com o consumo, em que Celso Frederico, Ivete Simionatto, Clóvis Barros Filho, Felipe Lopes, Rose de Melo Rocha e Gisela Castro incluem reflexões baseadas em Marx, Bourdieu e Gramsci ou em questões como a compreensão política dos modos de consumo e as relações entre globalização e contemporaneidade; por fim, os vínculos entre consumo e publicidade são tratados, sob diferentes enfoques, por Vladimir Safatle, Tânia Hoff, Everardo Rocha, Carla Barros, Vander Casaqui e João Carrascoza. Para ler o texto na íntegra clique aqui.


Dica de Livro:

Cultura, consumo e identidade
Organizadores:
Lívia Barbosa e Colin Campbell
Segundo Schmookler (1966, p.1), tecnologia é o conjunto social de conhecimentos da arte industrial e a taxa de progresso tecnológico como a taxa à qual esse estoque de conhecimentos está crescendo.

Resumo
Há muito mais no ato de consumir do que supõe nossa vã idéia de sociedade de consumo. É o que nos revelam os ensaios aqui contidos, mostrando a metafísica e o drama social do consumo, o comportamento do consumidor em relação a materiais artificiais e à limpeza, ou sua identidade afirmada na própria pele através de uma tatuagem, e nos mercados de devoção xiita.
Tanto o público acadêmico das áreas de ciências sociais, comunicação e administração, quanto os profissionais de marketing, propaganda e negócios têm aqui uma excelente oportunidade de tomar conhecimento dos modernos estudos sobre o assunto.



Sumário


Parte I - O consumo nas ciências sociais
  1. O estudo do consumo nas ciências sociais contemporâneas
       Lívia Barbosa  Colin Campbell


Parte II - Sociedade de consumo
  2. Eu compro, logo sei que existo: as bases metafísicas do consumo moderno
      Colin Campbell
  3. Madame Bovary ou o consumo moderno como drama social
      Laura Graziela Gomes


Parte III - Cultura e consumo
  4. Plásticos: a cultura através das atitudes em relação aos materiais artificiais
       Tom Fisher
  5. Cultura, consumo e identidade: limpeza e poluição na sociedade brasileira contemporânea
      Lívia Barbosa


Parte IV - Cultura e identidade
  6. Nada além da epiderme: a performance romântica da tatuagem
       Maria Izabel Mendes de Almeida
  7. Mercados de devoção: consumo e identidades religiosas nos santuários de peregrinação xiita na Síria
       Paulo Gabriel Hilu da Rocha Pinto

Para ler uma parte do livro online clique aqui



Começa segunda, 9 e vai até o dia 13 de novembro o Encontro de História e História em Quadrinhos, com o tema os quadrinhos e a história regional, numa parceria das instituições UFPB, UNISINOS, UFPE e UFRN.
A prof. Milena Azevedo, do Depto. História da Unisinos fará a palestra do dia 9, às 7 horas da noite com a abordagem Quadrinhos - documentário ou como chegar à síntese entre o real e a ficção, na sala C5 do Setor II.
A partir da terça-feira,10, 3 horas da tarde, os visitantes poderão apreciar a exposição Uma história dos board-games, de Tendson Artur Ribeiro da Silva e a Mostra de Desenhos e Caricaturas dos grupos Quadro a Quadro e Soluções Criativas. Às 7 horas da noite, acontece a mesa-redonda A produção de Quadrinhos Regionais do Grupeq.


última atualização em 8/Nov/2009


Mapa do Site


--Autores (inscritos no blog)

---Silvio Henrique

---Emily
---Edlene

---Elvira Pereira

---Aleksander
---Cecília Medeiros
---Keulen



--Literatura
--Teatro
--Cinema
--Audiovisual
--Humor
--Revistas
--Twiteratura


--Vagas
   Itapemirim
  

--Concursos
   UFRN



--Bolsas de Estudo
   Bolsa Master Alemanha
   Comundus
   Japão 
   FSP
   Melhores Mundo
   Alemanha
   Dart Center

   Capes
   Capes no Twitter
  


  

  



--Práticas Sociais
--Meios
---Jornalismo
---Rádio
---Televisão
--Novas Tecnologias
---Comunicação Digital
---Redes Sociais
---TV Digital
--Educação
--Política


--Manuais
--Habermas
--Bourdieu
--Certeau
--Merleau-Ponty
--Foucault


--Redes
--Portais
   Midiaticom



--Doações (Feitos)
--Versões (Fatos
--Visões (Fotos)






    Arquivo

    Cultmidiáticos