---------- message received ----------
From: Claudia Giron <>
Date: 2009/8/28
Subject: COMUNICADO - INTERFERÊNCIA SOLAR setembro/2009
To: Regina Cunha

O fenômeno de interferência solar pode ser explicado da seguinte maneira: O satélite movimenta-se numa órbita ao redor da Terra que, por sua vez, movimenta-se ao redor do sol. As estações terrenas apontam suas antenas para o satélite, que parece estar fixo em relação à Terra. Em duas épocas do ano (em torno de março e setembro), o Sol, em seu movimento aparente no céu, passa por trás do satélite, provocando uma interferência nas antenas das estações terrenas.Star One oferece as ferramentas de cálculo das previsões de interferência solar. Os cálculos referem-se à recepção do sinal pelas estações terrenas e podem ser realizados para cada cidade ou para a estação média de um estado. Deve-se lembrar que a interferência não ocorre bruscamente, e sim de forma gradual, de modo que no dia anterior e no posterior ao período previsto pode-se experimentar alguma perturbação. É difícil também determinar se haverá queda completa do sinal ou apenas um aumento do nível de ruído.

Estão abertas as inscrições para o CURTACOM Festival Universitário de Curtas, entre 1º/9 e 14/10 de 2009.

Inscreva seu filme no Curtacom e avise a turma para a première que acontecerá no auditório da FIERN, em Natal, entre os dias 9 e 10 de novembro.




CURTACOM é um festival de vídeos curtas-metragens e de fotografias, que promove uma interação entre a sociedade e o mundo acadêmico.

São 7 categorias: Ficção, Videoclipe, Documentário, Experimental, Animação, Júri Popular e Fotografia.

CONFECOM Regional em Natal

Posted by recunha agosto 27, 2009 0 comments


No dia 1º de Setembro, terça-feira, a partir das 14 horas, no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede da UFRN, acontece o debate pela Promoção da Democratização da CONFECOM (Regional RN) Comunicação e Pró-Conferência Nacional de Comunicação.

A promoção é do Conselho Regional de Psicologia do Rio Grande do Norte.


O tema do debate será Direitos Humanos e Cidadania.

A Psicologia e a Mídia são duas áreas com grande relação, pois as escolhas das pessoas podem ser influenciadas pelo conteúdo midiático.

A professora da PPGEM/UFRN Maria das Graças Pinto Coelho vai participar do evento com a conferência A Pedagogia Crítica da Mídia: Produção de Sentido e Educação nas Redes
Sociais Tecnológicas.

A participação é aberta a todos e gratuita. Basta enviar um email com o nome para eventos [@] crprn [ponto] org [ponto] br.
Mais informações no site do CRP RN.

------------------------------------------

Abertas as inscrições da SOI 2009

Posted by Kel de Castro agosto 26, 2009 0 comments

"A SOI (Simulação de Organizações Internacionais), promovida pelos alunos de Direito da UFRN, está com as inscrições abertas até o dia 12 de Setembro. Pessoas de qualquer curso podem se inscrever nesse evento, através do site www.soi.com.br. A Simulação ocorrerá entre os dias 14 e 19 de Outubro e está em sua nona edição. Antes, os estudantes poderão se preparar participando de minicursos relacionados aos temas que serão discutidos no evento.

As discussões que ocorrem nos Comitês simulam organizações como a OEA (Organização dos Estados Americanos) e o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados). Para se inscrever nesses minicursos, é preciso pagar uma taxa de dez reais.

Os alunos de Comunicação Social podem participar da Simulação de uma maneira diferenciada. Há um comitê destinado somente para eles, o Comitê de Imprensa Internacional. Nele, os estudantes irão simular a experiência de repórteres internacionais do Le Monde, da CNN e da CBN, ou seja, irão ter práticas nas áreas de Jornalismo Impresso, Televisivo e Radiofônico. Além disso, poderão fazer parte da Equipe de Assessoria de Imprensa, que trabalhará juntamente com os Comitês, simulando os deveres de um assessor de verdade.

A Simulação de Organizações Internacionais vem ocorrendo desde 2001 e a cada ano vem apresentando melhorias e novidades, passando a ser um evento com lugar cativo no calendário acadêmico. Neste ano, serão simuladas seis organizações internacionais, mais a imprensa internacional. Um dos comitês é reservado para alunos do ensino médio, com o intuito de introduzi-los em temas das Relações Internacionais, tão importantes para a realidade atual, desde cedo.

Além do evento que ocorre em outubro e dos minicursos, a SOI é responsável por mais duas atividades complementares, as quais funcionam como projetos de extensão. A primeira delas é a Assistência Jurídica a Refugiados e Imigrantes em Situação Irregular. Nela, os alunos recebem os casos práticos enviados pela OAB-RN (Ordem dos Advogados do Brasil do Rio Grande do Norte) e pela Assistência Jurídica da UFRN e, após estudá-los, dão o encaminhamento necessário e a devida orientação jurídica para a regularização daqueles que estão na situação de refugiados ou como imigrantes ilegais no Estado brasileiro.

Já a outra atividade consiste na promoção e divulgação dos Direitos Humanos em colégios públicos: alunos de Direito vão a duas escolas da rede pública, a fim de ministrar aulas sobre Direito Público e Cidadania, com o objetivo de esclarecer esses jovens a respeito de temáticas importantes e pertinentes para o cotidiano".

O MUNDO PÓS CRISE

Posted by Elvira Pereira 0 comments

O mundo pós crise

NOVA YORK - A pior crise econômico-financeira global desde 1929 vai aos poucos soltando as garras e diminuindo a pressão sobre vários países. Clique aqui: www.folha.uol.com.br/folha/fernandocanzian.


Woofer, o latidor, macroblog com 1.400 caracteres já está no ar para aqueles que detestam o microblog. O passarinho foi substituído por um cachorrinho.

Pesquisa Observacional

Posted by recunha agosto 24, 2009 0 comments


Os modernos meios de comunicação se tornaram o principal foco das pesquisas pela simples razão de que eles são centrais para a organização de cada aspecto da vida contemporânea, desde a extensa gama de padrões que formam as instituições sociais e os sistemas culturais, até os encontros íntimos de todo dia, os entendimentos do que é o mundo pelas pessoas e o sentimento que elas têm por elas mesmas. Nós não conseguimos entender completamente o nosso modo de vida hoje, sem entender a mídia.

Com o objetivo de orientar o trabalho de pesquisa para a elaboração de uma tese, ou mesmo um artigo, tanto no mestrado, quanto no doutorado, a prof. Graça Pinto Coelho está disponibilizando este artigo que trata da Pesquisa Observacional. O artigo também está disponível através do link do banner
MÍDIA E PRÁTICAS SOCIAIS.

Pesquisa Observacional

Recarregue as baterias porque a semana promete - 50 horas de muita cultura, educação e entretenimento. Afinal são 50 anos do DCE/UFRN. Então, anote na agenda: Quarta, Quinta e Sexta - 26, 27 e 28 de agosto de 2009. É a II Virada Cultural do DCE/UFRN. A programação da quinta, dia 27 está bem eclética. Logo às 5 da manhã, uma caminhada cultural no campus da UFRN, café da manhã, tai-chi-chuan e muita dança. À tarde um super debate - Cultura e Universidade, depois Mostra de Vídeos e a Palestra Democratização dos Meios de Comunicação, no auditório C do CCHLA. Depois, muita música no Caleidoscópio Musical do Centro de Convivência. Para conferir todo o cronograma clique aqui no Blog do DCE.



Breve manual da NED sobre o uso do celular e do twitter na política

Posted by Maria das Graças Pinto Coelho agosto 23, 2009 0 comments

Do site Carta Maior apresentamos este artigo sobre o uso político do Twitter. São interessantes revelações sobre a reprodução, por meio de robôs, de informações falsas para confundir o público. Vários atos de protestos políticos que surgem na rede são virais e servem para reproduzir, capitalizar e deformar fatos políticos . Ou seja: colocar a política no hospício.

Será que era difícil ao senador Mercadante, como líder do PT, em vez de se curvar à mídia, dizer que concordaria com uma CPI contra toda a mesa do Senado e contra todos os senadores e ex-senadores que são acusados pelo Ministério Publico Federal em processos que “dormem” no STF? Ao contrário da esquerda, que ainda usa métodos do século XIX na organização de suas manifestações de rua, a direita o fará com o uso da mais alta tecnologia. O artigo é do jornalista Rogério Mattos Costa.

“A amigos petistas, Mercadante reclama que são milhares de mensagens pelo twitter com críticas ao apoio a Sarney”

O “twitter” é um tipo de mini-blog aparentemente inofensivo e simples.
Para alguns, pode parecer até um supérfluo objeto de desejo e exibicionismo, pois com ele, uma pessoa, aonde estiver, pelo celular, pode mandar a vários amigos uma mensagem de até 140 caracteres dizendo qualquer coisa, como se estivesse compartindo um “diário”em tempo real.

O que poucos ainda se deram conta é que essa invençãozinha, aparentemente inofensiva, pode ter um uso muito importante: emitir simultaneamente, diferentes mensagens que possam causar pânico e mobilizar pela comoção ou medo, milhares de pessoas.




Isso porque programas muito simples podem simular a emissão, com origem em um único computador, de milhares de mensagens de “twitter” e de celular, que pareceriam ser originadas de milhares de pessoas para outros milhares de pessoas.

A prova dessa possibilidade está todos os dias em nossos próprios computadores: são programas similares que originam campanhas de spam originadas da Nigéria e que recebemos todos os dias dizendo que “você ganhou um prêmio na loteria de Malta”, “sou o gerente de um banco no Yemen”. E as célebres “correntes” com remessa de “nossas fotos”, “alguém mandou uma mensagem de amor para Você”, etc.

O twitter, combinado com mensagens de celular emitidas de uma única central em nome de milhares de pessoas, foi usado pela primeira vez nas manifestações e campanhas eleitorais nas ex-republicas soviéticas da Ucrânia, Geórgia e Moldávia. E também no Nepal, no Tibet e no Irã, onde as manifestações cessaram como por encanto, de uma hora para a outra, assim que o governo desativou esse serviço e identificou, prendeu, processou e está julgando cinco funcionários da embaixada britânica que operavam o sistema, demonstrando através de gravações telefônicas os vínculos desses funcionários e de “turistas” franceses e ingleses com líderes da oposição.

A técnica é na verdade muito simples.

Uma relação dos nomes mais comuns de um país é colocada como “remetentes”. Na Ucrânia, são colocados como remetentes os nomes próprios comuns como Tadeu, Ivan, Stan, Volódia, etc. E vários números reais, serão os destinatários, pois todo mundo nesses países tem um filho,parente ou amigo com esses nomes...e em caso de perigo ou situação de risco, a tendência natural será pensar que se trata“desse Ivan” que é seu filho ou que conhece. Depois é só escrever um conjunto de mensagens similares, com mesmo objetivo. Em minutos, o programa emitirá milhares de mensagens do tipo: “filha, venha urgente praça Ivan Mihailovitch” ou “filho, espero você às 10 em frente ao café Berlin”.Ou ainda: “companheiro: Ivan foi ferido pela polícia. Urgente manifestação em frente ao congresso”. Ao chegar ao local, “manifestantes de verdade” estarão gritando palavras de ordem e atacando a polícia, quebrando vidraças.

Depois, o trabalho de desordeiros contratados, comuns em países em crise, fará o restante do serviço. O conjunto de centenas ou até milhares de pessoas reunidas pelo celular ou twitter irá servir de “figurante” para as fotos de imprensa, para convencer aos manifestantes “reais” de que seu movimento é realmente apoiado por muita gente do povo ou para ser agredido, incorporando-se à confusão.

Quem já recebeu uma mensagem de falso seqüestro, feita por celular, sabe exatamente de que tipo de emoção estou falando.

Isso é uma realidade: embora tenham fracassado no Brasil, as manifestações de rua de direita, como as do movimento “Cansei”, não serão mais privilégio da esquerda...Com a queda das ditaduras e o crescimento do processo de aumento da consciência dos povos, com a realização regular de eleições democráticas, a direita apelará cada vez mais para essa antiga tática antes “exclusiva” da esquerda, que tem a tendência natural de vencer as eleições sob um clima de normalidade institucional.

Mas, ao contrário da esquerda, que ainda usa métodos do século XIX na organização de suas manifestações de rua, a direita o fará com o uso da mais alta tecnologia, fornecida e operada por agentes dos organismos de inteligência do chamado “império”, como o NED, National Endowment For Democracy, ( pesquisar por esse nome no Google!) uma estranha ONG. mantida com recursos do Tesouro dos EUA, criada por Ronald Reagan para substituir a CIA em ações abertas de sabotagem, manifestações políticas, desestabilização de governos “inimigos” e que faz propaganda aberta do uso do twitter como “forma de comunicação dos defensores da liberdade em países sob governos tirânicos”.

Isso tudo com o auxilio de grandes empresas privadas que produzem sistemas de informação com finalidades aparentemente modernas, “singelas” e até muito úteis, mas que devidamente manipuladas e operadas, podem se transformar em poderosas armas para derrubar, nas ruas, governos desagradáveis ou incômodos.Ou para eleger governos simpáticos, como demonstrou a formidável maquina de TI montada durante a campanha de Obama para recolher fundos e mobilizar voluntários para o trabalho de casa em casa. Desnecessário dizer que, se necessário, as operadoras de serviços locais de telecomunicação poderão ser contatadas pelos fornecedores de equipamento para remover ou reduzir eventuais sistemas de “firewall”.

Mercadante foi o primeiro senador a aderir ao twitter, já há mais de um ano. Com todo o respeito que possamos ter pelo histórico senador do PT, ele leva jeito de ser um daquelas pessoas de boa fé, que “entusiasmadas” com os modernismos “da hora”, parecem ser facilmente impressionáveis com os “avanços tecnológicos”. Ou daquelas que procuram demonstrar que estão “mais à frente” do que os outros “pois já estão usando tal ou qual nova tecnologia”. Mas que o fazem sem nenhum espírito crítico e sem ao menos desconfiar do que realmente seja aquilo que estão usando. São aquelas para as quais “o meio” é mais importante do que “a mensagem”...Como já nos explicou, nos anos 60, Marshall Mac Luhan, ele mesmo depois, uma vítima, da própria mídia que denunciava.

Existem milhões de pessoas assim, geralmente entre os mais jovens, preocupados em parecer mais modernos, atualizados... E que estão sempre preocupados em trocar de celular, usar ostensivamente o mais recente modelo de Ipod para diferenciar-se da multidão, atentos e preocupadíssimos com sua página no Facebook, no Orkut, no Messenger, no ICQ e em tantos outros sites e sistemas que já viraram passado...
Como o Luis Carlos Azenha comentou nesses dias, com esse tipo de pessoas a direita já sabe bem como lidar: basta “tuitar”para derrubar.

Ou para impressionar, mobilizar, intimidar.

Em vez de impressionar-se com o numero de mensagens de twitter que recebeu, o senador Mercadante e outros parlamentares do PT deveriam aproveitar a ocasião em que é necessário ao PT defender Sarney pela primeira vez, enquanto todos os demais partidos o defenderam todos esses anos, para usar a internet e outros recursos da tecnologia para explicar aos seus eleitores o que está acontecendo e não para complicar, pedir demissão, dar uma de “mocinhos”, fazendo o jogo da direita.

Mercadante, como verdadeiro líder, deveria tomar a iniciativa, ser um dos atores do processo e não fazer o triste papel de vítima das circunstâncias, de simples platéia muda, alvo de mensagens de twitter, mas sim origem de esclarecimentos que o presidente da Republica, até pela natureza do seu cargo, não pode fazer.

Será que era difícil explicar que o congresso brasileiro é formado por representantes de grandes oligarquias, das quais o “clã” do Sarney, atual presidente do Senado, é apenas uma das mais fortes e que foi eleito pelo DEM e PSDB contra o candidato do PT que era Tião Maia?

Será que era difícil ao Mercadante explicar que existem dezenas de outros clãs, como os Maia, no Rio Grande do Norte, os Magalhães na Bahia, os Vasconcellos em Pernambuco, os Lucena na Paraíba, os Jereissati no Ceará, os Serra-Alkmin-Kassab em São Paulo, que são tão nocivos quanto o clã Sarney???

Será que era difícil ao Mercadante e seus colegas explicarem ao povo e a seus eleitores, inclusive usando a internet e o twiter, que esses clãs querem derrubar o Sarney da presidência do Senado, apenas para colocar em seu lugar o clã do Marconi Perillo, que tem seis processos de corrupção parados no STF, que aliás podem ser acessados por qualquer um no endereço www.stf.gov.br ?

Será que era difícil ao Mercadante como líder do PT, em vez de se curvar à mídia, explicar que Marconi Perillo é do mesmo partido de Serra, cujo interesse é causar a maior confusão possível ao país para favorecê-lo nas pesquisas e interromper as ações do governo Lula? E ainda para, se possível, usar a presidência do Senado para tentar um “impeachment”de Lula e do enfermo José Alencar e dar a presidência da República para alguém não eleito para isso como Gilmar Mendes ou Michel Temer?

Será que era difícil ao Mercadante como líder do PT, em vez de se curvar à mídia, dizer que concordaria com uma CPI contra toda a mesa do Senado e contra todos os senadores e ex-senadores que são acusados pelo Ministério Publico Federal em processos que “dormem” no STF?

O Mercadante histórico sabe que pode perder o espaço para o fulgurante Protogenes, queridinho da mídia em São Paulo, mas recorrendo ao caminho que lhe está traçando a própria mídia, só aproxima-se mais da derrota.

O caminho de Mercadante é explicar aquilo que a mídia não pode explicar.
E não complicar, fora de hora, o caminho da manutenção das instituições democráticas, regime no qual os avanços sociais são comprovadamente mais permanentes e efetivos.
Mais no:

http://www.cartamaior.com.br/templates/index.cfm?alterarHomeAtual=1

    Arquivo

    Cultmidiáticos