De acordo com o site Global Post a justiça mexicana está agilizando estudos para localizar e punir legalmente os tuiteiros mexicanos que estejam divulgando mensagens informando sobre os locais das blitz com bafômetros, Anti AA DF
O autor da reportagem afirma que os traficantes de drogas (dos cartéis mexicanos) também estão tuitando os "pontos de checagem da polícia".



Na mesma linha dos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia agora o Reino Unido lança o portal Dados Oficiais do Governo Britânico.

Esta semana o jornal inglês The Guardian colocou em atividade um buscador de dados internacionais/oficiais (de acordo com o governo do país consultado) no seu portal. A aplicação usa um projeto de código aberto o que permite aos usuários adicionar novos dados e compartilhar com outros internautas.

Links interessantes:

Top 10 - Os dez melhores sites para visualização de dados governamentais

Official government data sites around the world

Bolsas de Estudo para Áustria

Posted by recunha fevereiro 04, 2010 0 comments

Até 1º de março de 2010, estão abertas as inscrições para o Ernst Mach Stipendium, programa bolsas de estudos oferecidas pelo governo austríaco. Distribuídos pelo Escritório para Cooperação e Mobilidade Acadêmica do Serviço de Intercâmbio Austríaco (ACM/ÖAD), os auxílios beneficiam estudantes estrangeiros.

As oportunidades são destinadas a estudantes de graduação e pesquisadores. Para concorrer, os candidatos devem ter vínculo com as áreas de ciências naturais, tecnológicas, sociais, jurídicas, ou humanas; agronomia e silvicultura; medicina; teologia; estudos artísticos. Recomenda-se possuir conhecimentos de alemão e inglês.

As bolsas são destinadas ao ano letivo de 2010/2011 e têm duração de um a nove meses. O valor do auxílio oferecido aos aprovados é de 940 euros mensais para estudantes e recém-formados. Para profissionais com mais de 30 anos, com o doutorado em andamento, o benefício é de 1040 euros por mês.

Informações sobre este e outros programas com inscrições abertas na Áustria podem ser visualizadas pelo banco de dados austríaco para bolsas de estudo e de promoção à pesquisa no site www.grants.at, em alemão e inglês. Fonte Capes

O Coordenador Geral de Programas Estratégicos da CAPES, Dr. Luciano Azevedo Neto, fará uma apresentação dos programas estratégicos de fomento da CAPES na Sala dos Colegiados Superiores, Reitoria da UFRN Universidade Federal do Rio Grande do Norte, no dia 11 de fevereiro, a partir das 9 horas.
No mesmo dia, a partir das 14 horas, Azevedo Neto comandará na pró-reitoria de pós-graduação um debate sobre os projetos específicos de interesse da UFRN.


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte, através da Secretaria de Educação a Distância, realizará no dia 21 de fevereiro, o processo seletivo para professores inscritos através da Plataforma Freire nos cursos do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica.

O Plano é uma política que prevê um regime de colaboração entre União, estados e municípios, para a elaboração de uma estratégia de formação inicial para professores que atuam em escolas públicas.

O processo seletivo será realizado devido ao número de professores inscritos ter ultrapassado as vagas ofertadas pela UFRN. Estão sendo oferecidas 420 vagas nos cursos de Matemática, Química, Física, Ciências Biológicas e Geografia, nos polos dos municípios de Macau, Nova cruz, Lajes, Caicó, Marcelino Vieira, Luiz Gomes, Martins e Extremoz.

A prova será no dia 21 de fevereiro, com início às 8h. Os locais serão divulgados até o próximo dia dez, no site da Secretaria de Educação a Distância. O exame terá 40 questões, sendo cinco de Matemática, cinco de Geografia, cinco de História, cinco de Química, cinco de Física, cinco de Biologia e dez de Língua Portuguesa.

TV Digital, o Brasil da vez

Posted by recunha fevereiro 03, 2010 0 comments

Fonte: ABERT - Duas empresas argentinas apresentaram, em Buenos Aires, o primeiro conversor para TV digital fabricado naquele país, segundo o jornal La Nación. O aparelho CDR 1000D foi fabricado por um consórcio liderado pelas empresas Coradir e Novatech, utiliza uma versão reduzida de Linux e vem acompanhado do software Ginga, desenvolvido no Brasil e que provê recursos de interatividade. Seu preço no varejo será de 799 pesos (cerca de 365 reais). Segundo o jornal, o governo argentino quer chegar ao início da Copa do Mundo 2010 com 1 milhão de receptores vendidos. A Copa começa em 11 de junho.

Fonte: L.B Tele Síntese - Na segunda-feira que vem, dia 8 de fevereiro, chega ao Brasil uma delegação do governo da África do Sul para conhecer de perto o sistema de TV digital nipo-brasileiro. O objetivo é estudar a possibilidade de implantação imediata do mesmo padrão naquele país, de forma que os sul-africanos possam acompanhar os jogos da Copa do Mundo pela TV em alta definição. Os sul-africanos começam a viagem por São Paulo, onde participam do Fórum da TV Digital e visitam emissoras de televisão brasileiras e as Universidades de São Paulo e Makenzie. No dia 10 de fevereiro (quarta), em Brasília, a delegação se reúne com os ministros das Comunicações, das Relações Exteriores e da Casa Civil. Depois visitam a Zona Franca de Manaus e Santa Rita do Sapucaí (MG), onde estão instaladas indústrias de equipamentos para radiodifusão. Peru, Argentina, Chile e Venezuela já aderiram ao padrão nipo-brasileiro de TV Digital.

Thiago Lacerda gravou para a campanha Eu, Você, Todos Pela Educação.
Veja o depoimento dele, como pai.

Unicef distribuiu milhares de rádios portáteis que transmitem informações vitais para os sobreviventes do terremoto em Port-au-Prince, Haiti. Os rádios são wind-up (rádio que não usa energia elétrica) e energia solar, e também servem como lanternas. Os rádios servem para transmitir as notícias do Internews (parceiro da Unicef). Os jornalistas Internews saem às ruas todos os dias, e entrevistam as pessoas que estão vivendo nos acampamentos para saber qual a necessidade deles, principalmente dos jovens. Se estão conseguindo obter as doações de alimentos. Se estão conseguindo encontrar água potável para beber. Para o jornalista haitiano Johnny Etienne é muito importante informar as pessoas sobre a ameaça de doenças como difteria, sarampo, tétano, por exemplo. "Através das ondas do rádio as famílias recebem informações sobre locais de vacinação da UNICEF, para que elas possam levar as crianças e jovens para imunizar", explica o jornalista.

Cerca de 20 postos de transmissão de rádio já estão instalados na capital haitiana, Port-au-Prince. A UNICEF também está distribuindo cerca de três milhões de litros de água por dia, em Port-au-Prince, Leogane e Jacmel, pois nesse momento é imprescindível que as vítimas do terremoto tenham acesso à água potável e saneamento básico.
 
A Internews, através do serviço de rádio, está resgatando a comunicação com as comunidades afetadas. Um trabalho que foi possível graças a uma parceria entre o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários, a BBC World Service Trust, Thompson-Reuters, Save the Children e a Cruz Vermelha.

Para o UNICEF, o principal objetivo é assegurar aos sobreviventes do terremoto a possibilidade de obter as informações que precisam para começar a reconstruir suas vidas - e as vidas dos filhos deles.  

Crédito das Fotos UNICEF


O Instituto Ethos e o jornal Valor Econômico convidam estudantes e professores universitários a participarem do Prêmio Ethos Valor 10 Anos!
O concurso vai premiar trabalhos acadêmicos sobre responsabilidade social empresarial e sustentabilidade. O objetivo do prêmio é incentivar e aprofundar o debate sobre a responsabilidade social das empresas e o desenvolvimento sustentável entre a comunidade acadêmica, envolvendo professores e alunos de todas as áreas de conhecimento, nos cursos de graduação e pós-graduação, em todo o território nacional.
Os temas devem estar relacionados com a Carta da Terra. Aos professores é indicado o tema Educação para a Sustentabilidade e aos estudantes é sugerido que se faça uma relação do tema responsabilidade social empresarial e desenvolvimento sustentável relacionado às empresas a um ou algum dos artigos da Carta da Terra. Aos participantes da categoria Mista e Temática (indicada para grupos formados obrigatoriamente por professores e estudantes), o concurso apresenta o tema Corrupção.

INSCRIÇÕES
·
Pré-Inscrições: até 5 de abril de 2010.
·
Envio dos trabalhos: até 6 de abril de 2010.

Não há limite de inscrições por autor, categoria ou instituição de ensino.
Internethos - responsabilidade social empresarial e desenvolvimento sustentável.

Mais informações, regulamento e inscrições Internethos Prêmio Ethos Valor 10 Anos!


O programa, criado com a finalidade de ampliar a democratização do acesso aos recursos destinados anualmente ao patrocínio de projetos culturais, chega à sua segunda edição em 2010 e lança, pela primeira vez, um edital integrado, envolvendo as empresas do Sistema Eletrobrás.

Programa Sistema Eletrobrás de Cultura 2010
Podem participar do Programa Sistema Eletrobrás de Cultura 2010 projetos de todo o país, nas seguintes modalidades: espetáculos teatrais adultos, audiovisual (longa-metragem), festivais de cinema e teatro e patrimônio imaterial (manifestações culturais folclóricas). A seleção das produções patrocinadas será realizada por uma comissão mista, composta por profissionais renomados ligados a cada área contemplada no programa.


As inscrições estão abertas até o dia 15 de março e serão feitas apenas pela internet, pelo link abaixo (“Inscreva-se aqui”). Antes de inscrever o seu projeto, leia o edital e o Manual do Proponente. Suas dúvidas, elogios ou críticas podem ser enviadas para programacultural [@] eletrobras [.] com



 



- Inscreva-se aqui (de 25/01 a 15/03)

Edital Aberto para Bolsas Doutorado

Posted by recunha fevereiro 01, 2010 0 comments

A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – Capes e a Fundação Carolina tornam públicas as inscrições para seleção de bolsistas para o Programa Estágio de Curta Duração Capes/Fundação Carolina.

OBJETIVOS: Concessão de bolsas de estudo, nas modalidades doutorado-sanduíche ou pós-doutorado, em todas as áreas do conhecimento, visando o aumento da qualificação de professores universitários, pesquisadores e estudantes de doutorado brasileiros.

BENEFÍCIOS

  • bolsa de estudos segundo as normas da CAPES e da Fundação Carolina;
  • auxílio instalação pago uma única vez, no Brasil;
  • seguro saúde, pago uma única vez, no Brasil;
  • passagem aérea internacional Brasil/Espanha/Brasil, em classe econômica promocional.

CALENDÁRIO

PERÍODO ATIVIDADE
Até 12/03/2010 Inscrição online no sistema Capes
Até 05/04/2010 Análise das Candidaturas
Até 15/04/2010 Divulgação dos Resultados
Setembro de 2010 Início provável das atividades acadêmicas

INSCRIÇÕES

Pós-Doutorado
Doutorado-Sanduíche

Documentos para download

Publicação WEB    Nome do documento      Formatos disponíveis
01/02/2010 Edital Programa CAPES/Fundação Carolina        DOC
72kb
PDF
30kb
SXW
25kb


Fonte: FNDC (01/02/2010)

O ódio da mídia e a primeira vitória de Lula 

Gilson Caroni Filho/Agência Carta Maior

O rancor da mídia corporativa tem que ser contemplado como pano de fundo de uma grande derrota. Suas ameaças só não são trágicas porque, ao arreganhar os dentes, a grande imprensa introduz notas burlescas no discurso que se pretendia ameaçador. 

Se a deontologia do jornalismo não contempla a divulgação de matérias partidarizadas como se fossem notícias apuradas em nome do leitor/telespectador, o telejornalismo brasileiro, principalmente o da Rede Globo, anda precisando redefinir qual é a natureza do seu verdadeiro ofício. Que fato objetivo deflagra tanta empulhação em horário nobre? Que registro simbólico almeja sua busca de sentidos? Qual a necessidade de construção permanente de imagens desfavoráveis ao governo e, em especial, ao presidente da República? Enganam-se os que pensam que as respostas a essas questões residem apenas nas próximas eleições. Lula, por seu significado histórico, representa uma fratura bem mais profunda do que pode parecer à primeira vista.
Ao obter mais de 30 milhões de votos em 1989, o ex-líder sindical apareceu como condensação das forças sociais que se voltavam para a demolição tardia do antigo regime. Contrariando prognósticos de conceituados analistas, sua candidatura teve gás suficiente para enfrentar as máquinas partidárias de velhos caciques. Mesmo derrotado por Collor, que representava a reprodução do passado no presente, o desempenho de Lula prenunciou, de forma categórica, o fim de uma “democracia” que só era possível mediante pacto de compromisso entre as velhas elites políticas, civis e militares. Essa foi sua primeira vitória. E a Globo disso se deu conta.
O embrião de um novo espaço histórico, capaz de conferir peso e voz aos de baixo na sociedade civil, na cultura e no arcabouço estatal, estava lançado. Com uma indiscutível capacidade de antecipação histórica, a família Marinho, que construiu seu colosso midiático como um Estado dentro do Estado- e muitas vezes acima dele- pressentiu o ocaso dos dias gloriosos. Como principal aparelho de legitimação da ditadura militar, as Organizações sempre vislumbraram a democracia como processo fatal à sua supremacia. E essa era uma avaliação correta. Deter o movimento profundo que vinha das urnas seria impossível.
A centralidade de Lula e do Partido dos Trabalhadores no cenário político era o avanço do cidadão negado, desde sempre, em sua cidadania. A construção da nova história objetivaria também o significado das eleições seguintes. Até a vitória em 2002, o acúmulo de forças trouxe à cena as esperanças políticas das classes excluídas. O rosto sofrido, que se contrapunha tanto à estética das modernizações conservadoras quanto à ética do neoliberalismo rentista, já não temia as bravatas e espertezas do adversário.
O rancor da mídia corporativa tem que ser contemplado como pano de fundo de uma grande derrota. Suas ameaças só não são trágicas porque, ao arreganhar os dentes, a grande imprensa introduz notas burlescas no discurso que se pretendia ameaçador. O diagnóstico que denuncia o fim da festa sai, ainda que codificado, dos débeis sustentáculos da credibilidade que lhe sobrou junto a setores protofascistas da classe média.
Ao criminalizar movimentos sociais, criticar a política externa tentando estabelecer paralelos entre Caracas e Tegucigalpa, e censurar premiações internacionais recebidas pelo presidente, o jornalismo produzido vai desenovelando a história da imprensa brasileira com impecável técnica televisiva.
Resta-lhe o apoio de uma direita sem projeto, voraz, cínica e debochada. Esse é o único troféu que ostenta em 2010, após ter sofrido o baque inaugural há 21 anos. Na década de 1980, ainda valia editar debates e fazer uso político de seqüestro de empresários. Afinal, não seria por apoio governamental que conferências debateriam monopólio e manipulação midiática.
Em outubro, a Globo não estará apostando apenas na candidatura de José Serra. Buscará, mediante retrocessos de toda ordem, garantir a sobrevida de uma ordem informativa excludente, incompatível com as regras mais elementares do Estado Democrático de Direito.
*Gilson Caroni Filho é professor de Sociologia das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, colunista da Carta Maior e colaborador do Jornal do Brasil

---------- Forwarded message received from AR E-Grupo de Roteiristas----------
From: Sérgio Nesteriuk <nesteriuk@hotmail.com>
Date: 2010/1/29
Subject: pós em Animação
Caros e caras colegas,
Estamos com o processo seletivo para novos candidatos na pós-graduação lato sensu (especialização) em Produção e Direção de Animação. Se tiverem interesse me escrevam. Se conhecerem alguém que possa ter interesse, agradeço a divulgação.
Encaminho abaixo um "release" com mais informações sobre o Curso e um breve panorama atual da animação no país.
[]s e até,
Sérgio

----------------------------
Prezado (a),
 
Meu nome é Sérgio Nesteriuk e sou coordenador da pós-graduação em Produção e Direção de Animação da Universidade Anhembi Morumbi. Escrevo este e-mail para dar um breve panorama sobre a animação hoje no Brasil, apresentar o Curso e, em caso de interesse, me colocar à disposição.
A animação no Brasil atravessa hoje o seu melhor momento histórico com perspectivas de crescimento sem igual. No âmbito público, o Ministério da Cultura já anunciou o ProAnimação, conjunto integrado de ações com horizonte de dez anos de execução e investimentos previstos da ordem de R$ 760 milhões, objetivando estruturar uma grande indústria da animação em nosso país. Neste sentido, está sendo realizado o ANIMATV, programa que selecionou 18 pilotos de série e que irá escolher duas destas produções para produzir uma temporada inteira. Também se encontra em fase de execução uma pesquisa sócio-econômica sobre o mercado de animação, realizada pela mesma equipe da FIA responsável pela estruturação do pró-alcool. No âmbito privado, temos a co-produção internacional de diversas séries e de longas-metragens - atualmente em diversos estágios de produção.
Tradicionalmente a animação brasileira se encontra reconhecida e consolidada em termos de curtas-metragens e publicidade. O objetivo agora é ampliar este know-how para a produção de séries, longas-metragens e novas tecnologias (celulares, internet, games, etc). Com isso, a meta é saltar de uma ocupação atual de cerca de 0,5% do mercado brasileiro para 25% nos próximos dez anos, ampliando também sua participação no mercado internacional. Tal perspectiva esbarra, entretanto, na formação de mão de obra diversificada e qualificada dentro de um período relativamente curto de tempo. O crescimento do setor para os próximos anos exigirá, portanto, uma presença muito maior de profissionais qualificados para atuar nos mais diversos setores desta indústria. A produção de uma série de animação ou de um longa-metragem podem empregar 300 ou mais profissionais, desde roteiristas, produtores, atores, músicos, até equipes de marketing e
publicidade responsável pela administração e comercialização do projeto e de eventuais produtos licenciados, por exemplo.
Em atenção a esta demanda foi criado, no início de 2009, a Especialização em "Produção e Direção de Animação" da Universidade Anhembi Morumbi. O Curso conta com a experiência consolidada da Universidade na área e com importantes profissionais em seu corpo docente, como Ale McHaddo, animador premiado nacional e internacionalmente com ampla experiência na produção de séries e curtas-metragens, Sérgio Nesteriuk, diretor de Educação da ABCA e consultor de roteiros dos projetos selecionados no AnimaTV, e Reynaldo Marchezini, produtor da série internacional Princess of the sea, exibida em mais de 60 países.
Os objetivos do Curso são: desenvolver competências profissionais criativas, inovadoras e empreendedoras, necessárias para a produção e a direção de uma animação; conceber, elaborar, gerir, apresentar e analisar projetos profissionais na área de Animação; compreender - em extensão e profundidade - as especificidades e os processos envolvidos na produção e direção de animações em suas mais diversas técnicas, gêneros e aplicações.
As matrículas para a pós-graduação em "Produção e Direção de Animação" continuam abertas. Ex-alunos da Universidade têm 20% de desconto na mensalidade.
Espero ter colaborado e, desde já, reitero minha disponibilidade para auxiliar no que se fizer necessário. O telefone da coordenação é (11) 5095.5605 e meu e-mail nesteriuk@hotmail.com
Atenciosamente,

Prof. Dr. Sérgio Nesteriuk
Coordenador da Pós-Graduação em Produção e Direção de Animação
Escola de Artes, Arquitetura, Design e Moda
Universidade Anhembi Morumbi

Audiovisual na II CNC

Posted by recunha janeiro 31, 2010 0 comments


II Conferência Nacional de Cultura e o Audiovisual
autor: Secretaria do Audiovisual (17 de novembro de 2009)

A Secretaria do Audiovisual (SAv) tem buscado estimular, ao longo dos últimos anos, o vínculo entre dinâmicas culturais distintas e plataformas digitais voltadas ao audiovisual. A II Conferência Nacional de Cultura é, por excelência, um espaço para o debate sobre como aprimorar esses mecanismos, construindo programas e políticas estruturantes que contemplem a cultura em suas dimensões simbólica, cidadã e econômica.

Alguns dos programas desenvolvidos pela Secretaria do Audiovisual estão consolidados, acumularam bons resultados e merecem ter o seu alcance, agora, analisado. Um exemplo nesse sentido é o DocTV: em 04 edições, inscreveram-se mais de 3.000 projetos de documentário em 100 concursos estaduais, o que resultou na co-produção de 170 documentários e na geração de mais de 3 mil horas de programação para a Rede Pública de Televisão. Foram realizadas, ainda, 67 Oficinas para Formatação de Projetos com a participação de mais de 2.000 realizadores de todo Brasil, e três Oficinas para Desenvolvimento de Projetos, reunindo os vencedores dos concursos com expoentes do documentário brasileiro. Com esse desenho – que, aliás, inspirou outros programas da SAv, como AnimaTV, DocTV CPLP e DocTV Latinoamerica -, a ação do Poder Público dirigiu-se a cada uma das etapas do segmento de documentários: promoveu-se a capacitação; fomentou-se o desenvolvimento de produtos; e garantiu-se a sua divulgação, por meio de exibição na Rede Pública de Televisão, contribuindo-se, também, para o atendimento das finalidades constitucionais da radiodifusão.

Já outras ações da Secretaria do Audiovisual estão em pleno desenvolvimento e podem se beneficiar das discussões empreendidas na Conferência Nacional de Cultura, bem como podem subsidiar os debates. A título de exemplo, podem ser destacadas três iniciativas: Canal da Cultura, Banco de Conteúdos Audiovisuais e XPTA.LAB.

O primeiro é uma iniciativa que ultrapassa os limites da Secretaria do Audiovisual e compreende todo o Ministério da Cultura, entidades a ele vinculadas e a sociedade civil. Como gerir e programar um novo canal de televisão digital que reflita a cultura brasileira em suas mais diferentes dimensões? No momento de realização da etapa nacional da II Conferência Nacional de Cultura, o Canal da Cultura estará em vias de entrar no ar. Será, assim, um bom momento e um bom espaço para o debate acerca da incorporação da produção independente à grade de programação e da elaboração de outras formas de participação da sociedade nesta iniciativa.
A segunda iniciativa citada, o Banco de Conteúdos Audiovisuais, terá a Internet como plataforma de difusão. Em um portal criado especificamente para o programa, pretende-se disponibilizar uma significativa amostra de conteúdo brasileiro, antigo e recente, sem ignorar necessidades próprias da economia da cultura. O modelo, ainda em construção, poderá remunerar os detentores de direitos patrimoniais, a depender das características técnicas do conteúdo disponibilizado e da utilização a que se destinará. Além disso, a sociedade poderá acessar gratuitamente parte do material disponível, dispondo de conteúdo brasileiro de qualidade a qualquer tempo. A Secretaria do Audiovisual espera que possam ser debatidas, na II Conferência Nacional de Cultura, outras formas de distribuição massificada de conteúdo cultural nacional, ampliando a sua difusão e atendendo ao interesse público. 

Já o XPTA.LAB é um programa atualmente em andamento na Secretaria do Audiovisual. Seu objetivo é o fomento de clusters integrados por laboratórios voltados à pesquisa de novos serviços e de modelos de negócios no ambiente digital. Serão fomentadas quatro unidades de pesquisa, selecionadas por meio de edital público, que deverão aglutinar-se com outras entidades para desenvolver um grande projeto e outros dezesseis a ele relacionados. Assim, a Secretaria do Audiovisual busca fomentar o investimento na inteligência brasileira, na estruturação das instituições de pesquisa e no encontro de alternativas necessárias em um cenário de convergência tecnológica – temas, enfim, que devem se fazer presentes tanto na Conferência Nacional de Comunicação, em dezembro de 2009, quanto na II Conferência Nacional de Cultura, em março de 2010.

Essa, aliás, é uma relação que não deve passar despercebida: em um cenário profundamente marcado pela convergência tecnológica, “comunicação” não pode mais ser entendida apenas como a infra-estrutura necessária à difusão de mensagens, nem “cultura” pode ser compreendida apenas como conteúdos a serem transmitidos. Infra-estrutura e conteúdo dialogam permanentemente, portanto cabe aos campos da comunicação e da cultura não apenas entender e estimular essa convergência, como também promover a busca de alternativas comuns. Por esse motivo, é alvissareira a realização, com poucos meses de intervalo, das conferências nacionais de comunicação e de cultura.

A II Conferência Nacional de Cultura promete, assim, constituir-se em grande espaço para o debate democrático sobre as mais distintas dimensões das manifestações culturais. O segmento do audiovisual, incluindo órgãos públicos e sociedade, terá certamente muito a contribuir com essas discussões.

Outros Textos complementares

Para facilitar o entendimento, promover o debate e enriquecer o conhecimento dos cinco eixos temáticos previstos no Regimento Interno da II Conferência Nacional de Cultura, os organizadores da II CNC reuniram uma série de textos, produzidos por personalidades e instituições da Cultura, disponibilizados nos links abaixo.

A II CNC e o IPHAN, pelo Iphan

Contribuição da Fundação Biblioteca Nacional para o Texto-Base da II CNC

Produção Simbólica e Diversidade Cultural / Produção de arte e bens simbólicos, por Sérgio Mamberti

II Conferência Nacional de Cultura e o Audiovisual, pela Secretaria do Audiovisual

Texto-Base para a Conferência Nacional de Cultura, contribuição da Secretaria da Identidade e da Diversidade Cultural, por Américo Córdula

 Outros links da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura

    Arquivo

    Cultmidiáticos