Da cidade do consumo à cidade virtual

Posted by recunha abril 07, 2010


O ciberespaço inaugura uma nova percepção do tempo e do espaço, e neste sentido parece pertinente falar, como o faz Levy de um universal aberto: "onipresença da informação, documentos interativos interconectados, telecomunicação recíproca e sem sincronia de grupo e entre grupos: o caracter virtualizador e desterritorializador do ciberespaço o converte em um vetor de um universal aberto. Simetricamente, a extensão de um novo espaço universal dilata o campo de ação dos processos de virtualização". Os processos de virtualização implicam em uma crescente desterritorialização de toda sorte de atividades. Dito de outro modo, as atividades financeiras, midiáticas e de informação só podem circular no ciberespaço se, ao mesmo tempo, reformulam suas práticas no sentido de desterritorializar-se.

Álvaro Cuadra é o autor do livro "De la ciudad letrada a la ciudad virtual". 

0 comments

Postar um comentário

    Arquivo

    Cultmidiáticos