Posted by Elvira Pereira setembro 12, 2009

SEXTA-FEIRA

Hoje pode não ser um dia relativamente especial, mas, é um dia comemorado pelos pensamentos positivos que voam acima dessa nuvem negra rodando nossos desejos, nossas vontades, impedindo nossas decisões mais acertadas. Não é um dia para melancolia nem tão pouco para emocionarem-se com rosas singelas, crianças engraçadas; é um paradoxo do que é preciso ser feito e enfrentado sem muitos, mas, mas.É sexta-feira, quando você faz um fechamento da semana em sua vida esperando um sábado meio agitado e um domingo preguiçoso que te joga de um lado para outro, mas, acabamos sempre na casa de alguém para beber, fartar-se de comida e falar mal da humanidade, dos parentes não tão bem sucedidos, dos desastres emocionais da semana, do chefe, do puxa-saco, enfim, ninguém escapa às línguas dormentes de álcool ou do próprio veneno que escorre cada vez que nos deleitamos com as desgraças alheias.Podemos ou queremos fazer diferente? Todas as coisas soam vazias dentro de nós quando mostramos essa faceta pequena e ingrata com o mundo; é um soar oco porque nada você acrescentou a humanidade.
E viva a sexta-feira.
Elvira Pereira de Araújo

0 comments

Postar um comentário

    Arquivo

    Cultmidiáticos